Rua: São Francisco Xavier, 75 - Tijuca - Rio de Janeiro, RJ
21 2234-2094 ou 21 2234-2095 / paroquiasfxavier@yahoo.com.br
Notícias Gerais › 24/05/2013

Plenária no Vaticano discute realidade dos migrantes e tráfico humano

Na quarta-feira (22), teve início no Vaticano a 20ª plenária do Pontifício Conselho da Pastoral para os Migrantes e os Itinerantes com o tema ‘A solicitude pastoral da Igreja no contexto da migração forçada’. A assembleia tem como base o documento ‘Acolher Deus nos refugiados e nas pessoas forçadas à imigração’ que será lançado no dia 6 de junho.

O presidente do Pontifício Conselho, Cardeal Antonio Maria Vegliò, na abertura da assembleia afirmou que “a presença e o sofrimento dos migrantes são um desafio para a nossa fé. Devemos entender e implementar respostas necessárias”.

Aproximadamente 100 milhões de pessoas estão no exílio, longe de sua terra natal. A proteção dos direitos dessas pessoas continua sendo um grande desafio para a comunidade internacional.

Na quarta mesmo, na plenária, foi refletida a questão da migração forçada dos africanos para países europeus e a necessidade das pessoas terem direito à proteção antes mesmo de chegar às fronteiras ou sedes diplomáticas no exterior.

Participa da plenária o bispo de Caxias do Sul (RS), Dom Alessandro Ruffinoni, que é membro do Pontifício Conselho.

As “migrações forçadas são as migrações que acontecem por causa de guerras, por causa de uma economia frágil, por causa de questões políticas e também por causa de fenômenos naturais que destroem uma região, e a pessoa é forçada a sair. É um grupo de pessoas muito grande”, disse o bispo em entrevista para a Rádio Vaticano.

Dom Alessandro explicou ainda que esse fenômeno acontece em toda a América Latina e com mais ênfase na Colômbia, por causa do conflito civil que assola o país há mais de meio século. Com a realidade da democracia nos países latino-americanos, o bispo analisou que a migração acontece devido à pobreza, que faz com que as pessoas busquem melhores condições de vida em outros lugares.

O tráfico humano também esteve presente no debate da assembleia desta quinta-feira (23). Irmã Marlise Hendges falou em entrevista à Rádio Vaticano sobre o tema. A religiosa destacou que no Brasil a Rede Um grito Pela Vida, iniciativa intercongregacional da Conferência dos Religiosos/as do Brasil (CRB), assumiu a missão de enfrentamento ao tráfico de seres humanos, e lembrou que outros núcleos também atuam com essa finalidade. Segundo a religiosa, o tráfico é algo muito sutil e difícil de detectar.

Em 2014, a Igreja no Brasil levará o tema para discussão nas paróquias de todo o país por meio da Campanha da Fraternidade, que terá como tema ‘Fraternidade e Tráfico Humano’.

Por Portal A12, com Rádio Vaticano

Print This Post