Rua: São Francisco Xavier, 75 - Tijuca - Rio de Janeiro, RJ
21 2234-2094 ou 21 2234-2095 / paroquiasfxavier@yahoo.com.br
Notícias Gerais › 21/05/2013

Papa suscita interesse porque é autêntico

A ‘chave’ para entender Papa Francisco e ‘o interesse que está suscitando’ também fora da Igreja é a ‘autenticidade de um testemunho pessoal’. É o que escreve o L’Osservatore Romano no editorial “O fogo da missão”, assinado pelo Diretor, Giovanni Maria Vian, inspirado no encontro realizado no último sábado na Praça São Pedro entre o Papa e os movimentos, na Vigília de Pentecostes.

Para Vian, a rapidez na comunicação do testemunho do Papa baseia-se em dois aspectos principais: na atenção à experiência pessoal e na meditação profunda da Escritura. “Em continuidade com os predecessores Bento XVI e João Paulo II – recordados pelo Bispo de Roma -, mas também com Paulo VI, que enfatizavam a urgência para o nosso tempo de mestres que fossem testemunhos – continua o Diretor do L’Osservatore – Papa Francisco insistiu novamente na importância decisiva de um testemunho de vida coerente: para viver o cristianismo como um encontro com Jesus que me leve aos outros e não como um fato social”.

“Neste sentido – recorda Vian – Papa Francisco precisou que para aqueles que acreditam em Cristo, ‘a pobreza não é uma categoria sociológica ou filosófico-cultural, mas teologal: isto é, a pobreza que nos mostrou o Filho de Deus com a sua encarnação’”

Para o L’ Osservatore Romano, ‘missão’ é a palavra que melhor resume o encontro entre o Papa e os cerca 200 mil fiéis dos movimentos: “a realidade necessária e urgente, de testemunhar e pregar o Evangelho – destaca Vian – esteve ao centro da longa vigília e depois na homilia que Papa Francisco proferiu, retomando também temas e expressões da sua pregação cotidiana na Casa Santa Marta, tão eficazes quanto envolventes”. (JE)

Por Rádio Vaticano

Tags:
Print This Post