Rua: São Francisco Xavier, 75 - Tijuca - Rio de Janeiro, RJ
21 2234-2094 ou 21 2234-2095 / paroquiasfxavier@yahoo.com.br
Ano da fé › 05/02/2013

Igreja na Índia divulga dez tópicos fundamentais para bem viver o Ano da Fé

Em um encontro realizado na última terça-feira, 29, a Igreja indiana ressaltou que o Ano da Fé convida a cada fiel a “recolocar em foco o desapego dos bens terrenos e o compromisso com a justiça social”.

O encontro foi promovido por Dom Aloysius Paul D’Souza, Bispo de Mangalore, e contou com a presença de inúmeros membros do clero, religiosos e leigos.

A assembleia, que foi guiada pelo frade franciscano Nithiya Sagayam, OFM Cap, Secretário executivo do Escritório para Desenvolvimento Humano na Federação das Conferências Episcopais da Ásia (FABC), frisou ser necessário planejar, em cada uma das Dioceses, modalidades e meios para tornar eficaz o Ano da Fé, traduzindo seus conteúdos em nível pastoral, para os vários âmbitos e faixas etárias.

Ao final do encontro, foi aprovada uma lista com dez tópicos fundamentais para viver em plenitude este tempo que Bento XVI dedicou a toda a Igreja universal. Veja abaixo cada um deles.

1. Contar às crianças e aos jovens a história da Fé e dos sacrifícios realizados para fazer germinar a Fé em diversos territórios;

2. Criar “equipes de Fé” especiais para a animação em todas as Dioceses, que atuem com associações, anciãos, jovens e famílias;

3. Reforçar a solidariedade com os carentes com equipes de voluntários;4.Instituir “equipes da paz” especiais, que promovam unidade e reconciliação nas famílias e nas aldeias;

5. Celebrar as “Jornadas da Paz” com pais, casais, jovens e mulheres;

6. Retomar planos de ação concretos pelos direitos dos pobres e oprimidos (segurança alimentar, igualdade de gênero, salários justos, direitos das crianças, etc);

7. Construir boas relações com os funcionários do governo local;

8. Ativar a Adoração eucarística em todas as igrejas;

9. Dar atenção particular aos grupos de jovens, às famílias, aos migrantes e aos doentes;

10. Iniciar a Quaresma como “tempo de transformação”, concentrando-se na reconciliação entre pessoas, famílias e comunidades. (EPC)

Por Gaudium Press, com informações da Agência Fides

Print This Post