Rua: São Francisco Xavier, 75 - Tijuca - Rio de Janeiro, RJ
21 2234-2094 ou 21 2234-2095 / paroquiasfxavier@yahoo.com.br
Notícias Gerais › 04/06/2013

Em carta, Dom Eduardo Pinheiro propõe Plano Anual de Evangelização da Juventude

A menos de dois meses para a Jornada Mundial da Juventude, o referencial para a juventude, Dom Eduardo Pinheiro, falou em sua carta mensal aos párocos de todo o Brasil sobre a necessidade de aproveitar a ocasião da Jornada Mundial da Juventude para fortalecer os trabalhos locais de evangelização dos jovens. Entre as recomendações está a criação de um Plano Anual de Evangelização da Juventude. O objetivo é manter a atenção do Clero nos jovens.

De acordo com Padre André Cunha de Figueiredo Torres, referencial para JMJ – CNBB Regional Sul 1, a JMJ vai trazer esse novo olhar da Igreja sobre os jovens.

“Será um novo impulso e, também, um novo olhar; certamente, esta celebração mundial favorecerá fóruns de discussão, mesas redondas, e outras oportunidades de reflexão. Será ainda um tempo propício para nos aproximarmos de certos grupos juvenis (“tribos”) ainda um pouco afastados e buscarmos um diálogo”, afirmou para André Cunha.

Padre “Toninho”, também da Comissão Juventude da CNBB, destaca a grande missão da Igreja para que a JMJ seja um momento para despertar ainda mais a atenção ao jovem. “Que o Clero possa acampar essa ideia de ter tempo de gastar a vida pela juventude, esse que é o maior ganho da Igreja no Brasil neste momento”, completou Padre Toninho.

Entre os jovens, é um momento de expectativa e de esperanças para ações futuras da Igreja com a Juventude após a Jornada.

“A gente espera que eles consigam compreender as nossas necessidades, a necessidade dos jovens nesse mundo que é tão rápido, que tem informações que chegam a toda hora. Que as coisas não são paradas como antes, que a gente precisa de um vídeo, de uma música diferente, que a gente precisa se sentir querido”, disse a jovem catequista da Diocese de Lorena, Daniela Boncristiano.

“Após a JMJ eu espero uma Igreja mais próxima da realidade espiritual da juventude. Nós estamos sendo bem preparados espiritualmente para a JMJ, com retiros, formação da bíblia e do Youcat, mas será que estas formações vão continuar? Muitas realidades de nossa Igreja ficam presas a um ritualismo, sem a preocupação com a formação espiritual prévia da juventude. Isso que aguardo para a pós JMJ um olhar da igreja maior para a formação espiritual da Juventude”, afirmou o jovem engajado nas atividades do Movimento Juvenil Salesiano, Rodrigo Carbogim.

A íntegra da carta de Dom Eduardo para o mês de junho pode ser encontrada no site Jovens Conectados.

Por Portal A12

Print This Post