Rua: São Francisco Xavier, 75 - Tijuca - Rio de Janeiro, RJ
21 2234-2094 ou 21 2234-2095 / paroquiasfxavier@yahoo.com.br

Vamos ao mutirão da cidadania com oração

Ao tomar conhecimento do encontro do Papa Francisco com a comunidade do Pontifício Colégio Pio Brasileiro em Roma, tempos atrás, me ative ao alerta do santo padre na necessidade da união do clero no combate a que ele define como “escandalosa corrupção” no Brasil de hoje. Como membro do Apostolado de Oração (que tem a obrigação de sustentar a Igreja através da oração) cumpre alertar a todos os movimentos da Igreja no atendimento papal. Nós não podemos lavar as mãos e deixar a responsabilidade, exclusivamente, com o clero. Vamos respeitar os 140 anos da pastoral em nossa Igreja e no Brasil, agindo através da oração.

O inteligente alerta do jornalista angolano José Eduardo Agualusa nos coloca de sobreaviso: “O mal já ronda por aqui, e a luta contra o fundamentalismo que se instalou na Ásia, África e, recentemente, nos Estados Unidos da América do Norte, já ameaça se instalar no Brasil, já que aceitamos com afeto, indistintamente, os imigrantes e refugiados sem preconceito de raça e credo”.

Com a internet, o mundo moderno é uma cidade, nossa cidade um bairro e todos nós somos vizinhos. Vamos trabalhar e orar, segundo São Bento, para que nossas escolhas sejam corretas, ancoradas em Deus e com amor.

Neste momento em que nos preparamos para novas eleições, está em nossas mãos, a responsabilidade de manter ainda, a maior democracia cristã da Terra, segundo dizem. Não podemos esquecer que o resultado será consequência de nossas escolhas e não podemos envergonhar nossos familiares, filhos e netos, olhando apenas o nosso umbigo. Lembremo-nos de Isaias 65,1b-3a: “… Estendi as mãos todo dia para um povo indócil que anda por caminhos inconvenientes, atrás de seus caprichos; um povo que me provoca ira, à minha frente e sempre.”

O caminho certo nunca é o caminho mais fácil; motivar a multidão apenas no carnaval é pouco. Urge sacudir a população para outras alternativas que afeta as nossas vidas. Fazer escolhas mais apropriadas requer consulta e participação na vida civil através da leitura e do amparo dos meios de comunicação disponíveis para evitar a continuação de feudos. Os recentes atentados nos envergonham e entristecem a todos nós.

Concluo, citando Frei Beto em dizer com convicção: “…E Deus só se faz presente onde há amor.”

Colaboração: Ubirajara de Carvalho (Membro do Apostolado da Oração).

Print This Post